quarta-feira, novembro 23, 2011

DIGITÁLIA



O DIGITALIA – Congresso Internacional de Música e Cultura Digital pretende reunir, em Salvador, de 1o a 4 de fevereiro de 2012, diversas iniciativas que relacionam o campo da música às novas tecnologias da informação e da comunicação, notadamente aquelas conformadas pela chamada Cultura Digital.
Tem o seguinte arco de atividades:
  • Realização de conferências, oficinas e cursos;
  • Apresentação de trabalhos (em diversas modalidades);
  • Desenvolvimento de produtos e plataformas para música online;
  • Geração de conteúdo para difusão, via WEB, como videoconferências, textos e músicas, produzidos de forma colaborativa pelos participantes do evento;
  • Promoção de intervenções musicais e multimídia.
O congresso está articulado sobre três eixos:
  1. Eixo de pesquisa (conferências e apresentação de trabalhos);
  2. Eixo de Formação (cursos, oficinas e capacitação);
  3. Eixo de Integração (encontros e formação de redes);
O Digitalia é promovido pela comunidade Audiosfera, uma rede social dedicada à relação entre música e cultura digital, tendo como âncora o grupo de pesquisa de mesmo nome, hospedado no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos (IHAC), da Universidade Federal da Bahia.
O evento conta com o apoio das seguintes instituições:
O congresso também faz parte do Digitalia – Festival Internacional de Música e Cultura Digital.
Comissão Organizadora:
Inscreva seu trabalho até 20 de dezembro de 2012!

OQUADRO

Gravação do disco da banda OQUADRO no estúdio coaxo do sapo juntamente com Buguinha Dub

imagens. www.cartaxocria.com


segunda-feira, novembro 14, 2011

VISIO - Atelier Coletivo - evento gratuito




VISIO. - coletivo reúne artistas em rede e realiza edições presenciais gratuitas de novembro de 2011 a abril de 2012, em Salvador



Artes Visuais e composição coletiva através das novas tecnologias são o foco do VISIO. - lê-se "Visio Ponto" - projeto que reúne artistas locais, de outros estados e até outros países, para a partilha de técnicas, estilos e inspirações. São representantes das artes plásticas, arte digital, fotografia, design gráfico, videoarte, web art, live act, performance, dentre outros.

Patrocinado pela Vivo, operadora de telefonia móvel e internet, por meio do Programa Vivo Arte.Mov, e pelo Governo do Estado da Bahia, através da lei de incentivo Fazcultura, o Atelier Coletivo, acontecerá de 19 novembro de 2011 a 21 abril de 2012, no ICBA (Instituto Cultural Brasil-Alemanha), em Salvador, um sábado por mês.

Durante o evento, que é gratuito, o público poderá interagir com a estética visual e conhecerá o resultado das ações colaborativas desenvolvidas em rede pelo uso das mídias digitais, através das mostras de produções de audiovisuais, laboratórios de criação com softwares livres etc.

O VISO. foi projetado em meados de 2010 pela artista e ativista cultural Andrea May (http://www.andreamay.com.br/). O projeto piloto aconteceu de setembro a novembro no ICAB, contando com a participação ativa de aproximadamente 80 artistas. Em seguida, outras ações pontuais ajudaram a consolidar a ideia, dentre as principais, estão as exposições na Saladearte CineVIVO e as Mostras de Portfolios na Livraria Saraiva.



Cronograma 2011/2012 do Projeto:
datas dos encontros
19 de novembro de 2011
10 de dezembro de 2011
14 de janeiro de 2012
04 de fevereiro de 2012
17 de março de 2012
21 de abril de 2012



Atividades
Como o próprio Gothe-Institut considera, o VISIO. é um projeto inovador e oportuno para Salvador, cidade com grande potencial criativo, porém carente de iniciativas no setor da visualidade. Tomando como ponto de partida a experiência de 2010, e agora sob a consultoria da artista, pesquisadora e doutora em Comunicação Visual com especialização em Crítica da Arte Eletrônica, Karla Brunet (http://karlabru.net/), serão ampliadas as atividades em prol da formação de uma rede de criação cooperativa de artes com as seguintes ações:


NETWORK
Veículo oficial de comunicação do Atelier Coletivo VISIO., o blog (http://visioponto.blogspot.com) atua como central de informações, divulgação e registro; disponibiliza e convida para chamadas públicas; fomenta a colaboratividade de artistas de todo o país, a exemplo dos cabeçalhos artísticos semanais; além da função aglutinadora que se ramifica pelos canais Twitter, Facebook, Youtube, etc.


COLLAB
Antecedendo as edições presenciais, os artistas participantes, selecionados via chamada pública, integram uma rede de criação colaborativa quando disponibilizam na web arquivos para interferências e recombinações. Os resultados desta ação são expostos no blog do projeto e também durante as mostras. (http://projetocollab.blogspot.com/)



VISIO. LAB
Espaço formatado para criação e apresentação de obras multimídia, onde grupos de pesquisa em web art e projetos interativos realizam encontros de arte digital. Em parceria com o laboratório de software livre LabDebug (http://labdebug.net), apoiado pela UFBA, realizará oficinas e demonstração dos seus resultados.


MOSTRA AUDIOVISUAL E ARTE ELETRÔNICA
Videoarte, videopoesia, foto-projeções, soundcine, live act e portfolios digitais fazem parte da programação noturna do evento, com destaque para o projeto parceiro DORKBOT (http://dorkbot.org), que apresenta trabalhos artísticos de "gente que faz coisas estranhas com eletricidade", voltados à experimentação tecnológica e gambiarra eletrônica. Dorkbot é uma rede mundial com eventos regulares em países como USA, Canadá, China, Alemanha e Espanha.


SOUND DESIGN
A ambientação sonora do evento seguirá a linha experimental. Djs e produtores musicais convidados pelo músico Junix criam uma atmosfera propícia à inspiração dos artistas durante os encontros presenciais. As trilhas produzidas serão compiladas em um CD virtual intitulado "Músicavisual", que será disponibilizado para free download e terá capa escolhida por convocatória e votação na web.


VISIOpontinho
Além de exposições de fotos, ilustrações e telas; live paint; desenho ao vivo (Canetarium) e instalações; foi criado um espaço para oficinas e mini-canetarium, coordenado pela artistas Juliana Bestetti e Flávia Bomfim, com o objetivo de estimular a criação artística infanto-juvenil. Contará com atividades como exposição de fotografias, ilustrações, pinturas, obras tridimensionais, além de "live paint" com técnicas diversas  - acrílica, pastel, graffiti, etc e desenho ao vivo, realisado pelo grupo CANETARIUM.



Parceria com o Programa VIVO ARTE.MOV
A Vivo vem desenvolvendo ações em prol do fortalecimento de uma rede nacional pela acessibilidade da arte, cultura e melhorias em diversos setores da sociedade. O Programa Vivo Arte.Mov reúne um conjunto de iniciativas em torno da chamada "cultura da mobilidade", estimulando a criação, pesquisa, reflexão e difusão da arte em mídias móveis e mídias locativas.

Suas atividades de produção e circulação musical; utilização de mídias locativas e móveis; projetos colaborativos com experimentações em arte e tecnologia acontecem em várias cidades do Brasil, valorizando a diversidade cultural brasileira e suas especificidades.

Ao integrar o programa Vivo arte.mov, o VISIO. pretende promover uma maior conectividade para ampliação do network e da produtividade no campo das artes visuais, fomentando um ambiente em rede de estimulo à criação coletiva.

O projeto utiliza de tecnologia para promover uma maior interação entre artistas visuais e público, que acompanhará presencialmente processos e resultados, já que o Atelier Coletivo VISIO. trabalha intercâmbio, colaboração, multiplicação e compartilhamento de processos, tecnologias e conhecimento.


Identidade visual
Com foco na exploração das possibilidades de interlocução entre Artes Visuais e Tecnologia, o VISIO. busca, através do conceito da identidade visual, o equilibrio desta dualidade, explícita entre o handmade (artesanal) e o vetor. Tudo isso somado à estética personal do designer gráfico Pedro Gaudenz, que assina a arte.


Registro coletivo
A cada encontro, um registro sob a diversidade das lentes e olhar artístico de seis diferentes fotográfos. E, ao final do projeto, uma coleção de imagens para uma nova ação: uma mostra coletiva. O primeiro registro ficará a cargo de Mariana Gadelha.


Minibio Andrea May - idealizadora do projeto
Andrea May é graduada em Artes Plástica pela UFBA (1989). Atuou por aproximadamente dez anos, paralelamente às atividades de artista visual; como coordenadora de produção, programadora cultural e curadora artística para eventos e intituições governamentais em Salvador, a exemplo da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia através dos projetos "Pelourinho Dia & Noite" e "Pelourinho Cultural".
No mesmo período, desenvolveu projetos independentes na área de cyberativismo, música  experimental, arte digital, street art, toy art, feiras culturais, blogs de arte e novas tendências, como "e-lectroINvasores" - coletivo para ações de hibridação das linguagens artísticas com estética digital; Toy Centro Network - rede de fomentação, divulgação e realização de eventos sobre toy art e COLLAB - criação coletiva de imagens via web.


Blog e Redes Sociais (links):


Assessoria de comunicação:
COMUNIKA PRESS +55 71 3497-5000
Atendimento:
Aleksandra Pinheiro + 55 71 9121-5359 | alepinheiro@comunikapress.com.br
Jamile Amine +55 71 9993-5504 | jamile.amine@comunikapress.com.br



terça-feira, novembro 08, 2011

DORKBOTSSA





O DORKBOTSSA em parceria com o VISIO., convida artistas, programadores, engenheiros, hackers, videomakers, músicos, blogueiros, dançarinos, etc que estão fazendo “coisas estranhas com eletricidade” para participar dos encontros presenciais. O primeiro será durante o Atelier Coletivo do dia 19/11 no ICBA em Salvador. Para tal, pedimos que nos envie uma proposta de apresentação de trabalho. Aguardamos pelas propostas: contato(@)dorkbotssa.org

http://dorkbotssa.org/

Atelier Coletivo VISIO.

Mestre Lourimbau



Mestre Lourimbau  Vila da Música

 mestre

No próximo dia 17 de novembro, no Teatro Vila Velha, Mestre Lourimbau mostra as principais músicas do seu CD “A Arte de Mestre Lourimbau”. Na ocasião, Mestre Lourimbau, que é, além de cantor, compositor e berimbalista, comenta aspectos da sua carreira e destila uma fusão única de capoeira, MPB e jazz acompanhado por Ivan Bastos (baixo), Paulo Mucci (guitarra) e Giba Conceição (percussão).
Gravado ao vivo no Teatro Vila Velha, o CD tem onze faixas, sendo que dez delas são de sua autoria ou parcerias com Djalma Araújo, Antonio Carlos e Ivan Bastos. Gravado em abril de 97, o show contou com o acompanhamento de Bau Carvalho (guitarra), Ivan Bastos (baixo) e Gilmar Gomes (percussão), sempre procurando rearmonizar os trabalhos em cima da base do berimbau.
Lista Amiga: basta enviar um e-mail paraviladamusica@teatrovilavelha.com.br, colocando no assunto “Vila da Música”, com o nome completo, e assim, poderá pagar meia-entrada em todos os shows do mês! Só precisa mandar o nome uma vez, pois faremos uma única lista e o nome estará disponível em qualquer um dos shows. Os nomes serão aceitos até as 17h do dia de cada show.
17/11 | qui | 20h
R$ 20 e 10
Cabaré dos Novos

Edbrass e Orquestra de Fumaça (BA)





 

Edbrass e Orquestra de Fumaça (BA)

http://www.myspace.com/edbrasseorquestradefumaa

Radicado por cinco anos em São Paulo, o compositor e DJ baiano está de volta a Salvador com o 


projeto Edbrass e a Orquestra de Fumaça. A apresentação é feita no formato Live P.A., isto é, 

bases e programações se juntam, em tempo real, a instrumentos convencionais como 

contrabaixo, percussão e outros não-convencionais, inspirados no legado de Walter Smetak. As 

composições passeiam por diversos gêneros da Bass Culture - uma ponte inusitada entre música

para pista, técnicas de mixagem Dub, além de referências da música erudita contemporânea.

Edbrass Brasil + Dante Costa + Tiago Aziz + DjGug Pinheiro + Iara Villanueva +Dudoo Caribe, j 


Orquestra de Fumaça - embarque nessa viagem

Confira clicks de Germano Estacio


http://www.flickr.com/photos/germanoestacio/6320345897/in/set-72157627946325677/